Perguntas Frequentes

1- Por que quando se tira sangue para exame o local às vezes fica roxo?

Isso chama-se hematoma: extravasamento de sangue para fora da veia. Ele pode ocorrer em determinadas situações, tais como: veias finas, delicadas, com muita pressão; insuficiente compressão no local da punção; e paciente usando algum medicamento que altera a coagulação do sangue, entre os quais a aspirina, ou fragilidade da parede das veias (fragilidade capilar).

2- Dói colher sangue para exame?

Normalmente, não, pois o procedimento dura segundos. Mas isso vai depender da sensibilidade de cada paciente.

3- Bebidas alcoólicas podem alterar resultados de exames?

Sim, especialmente o de triglicérides. Uma dose de uísque, uma cerveja ou um copo de vinho na véspera é suficiente para elevar os seus níveis, falseando os resultados. Por isso, o ideal é, antes do exame, ficar três dias sem ingerir qualquer bebida alcoólica. Importante: o álcool também pode alterar o colesterol.

4- Pode-se fazer exame de sangue com gripe, resfriado ou febre?

Sim. Alguns exames, aliás, são solicitados exatamente porque a pessoa está com febre. A intenção é verificar se alguma infecção é a responsável. Porém, em algumas circunstâncias, a doença responsável pela febre pode interferir nos exames destinados a avaliar aspectos metabólicos e imunológicos. Por cautela, consulte o seu médico ou o laboratório antes de fazer o exame.

5- Pode-se fumar antes de fazer exame?

De jeito nenhum. O fumo pode alterar testes de agregação plaquetária, curva glicêmica, hemograma ou exame ergométrico. Nesses casos, não fume no dia do exame.

6- Atividade física atrapalha os exames de laboratório?

Atividade física intensa pode interferir em alguns exames, por exemplo, na glicemia, triglicérides e CPK. Os exames laboratoriais devem ser colhidos em condições bem definidas, que os médicos chamam de condições basais. Testes feitos após esforços físicos terão, eventualmente, valores diferentes dos realizados em condições normais.

7- Há alguma incompatibilidade entre as vitaminas e os exames laboratoriais?

Sim, pois elas também atrapalham certos exames. Por exemplo, a vitamina C altera o resultado da creatinina. Já a vitamina E interfere nos testes de agregação plaquetária.

8- Novalgina também dá problema nos exames?

Sim, no de creatinina. O uso de remédios contendo dipirona pode fazer com que o resultado da creatinina dê mais baixo do que o real, dependendo do método utilizado. Por isso, sempre informe a atendente do laboratório sobre todos os medicamentos que você utiliza. IMPORTANTE: Somente seu médico pode suspender o uso de qualquer medicamento.

9- Beber água “quebra” o jejum?

Não. A ingestão de água suficiente para satisfazer a hidratação normal não significa que o jejum tenha sido quebrado. O excesso da ingestão de água interfere em alguns exames de urina, tal como os de coleta de 24 horas.

10- Exames de sangue devem ser sempre colhidos em jejum?

Nem todos os exames necessitam de jejum. O tempo de jejum requerido pode variar entre diversos exames, sendo de 4 horas para boa parte dos exames, de 8 horas para alguns e de 10 a 15 horas para triglicérides e frações de colesterol. Exames como hemograma, por exemplo, não requerem jejum.

11- Exame de DNA(Investigação de Paternidade) pode ser coletado separadamente quando as duas partes não podem se ver?

Não. A coleta sempre deverá ser assistida por ambos, pois a coleta da amostra, bem como o lacramento do envelope precisa ser testemunhado por todos.

12- Para alguns exames, os médicos dispensam jejum e o laboratório diz que é necessário. Que orientação eu devo seguir?

A prerrogativa é sempre do médico. Nesses casos que o médico quer que colete o sangue, mesmo que esteja fora do padrão estabelecido no manual de coleta do laboratório e do exame, emite-se um termo de responsabilidade que é assinado pelo paciente, dando ciência dessa coleta.

13- Pode-se tomar café puro ou mascar chicletes sem açúcar durante o jejum?

Não. Diferentemente da água, a ingestão de café pode causar interferência nos resultados de determinados exames, assim como chicletes sem açucar. Por isso, deve-se evitar seu consumo seja puro, com açúcar ou com adoçante.

14- Meu intestino não funciona diariamente, posso usar laxantes para colher a amostra de fezes?

Não. O uso de laxante interfere na realização do exame parasitológico de fezes, assim como em outros exames.

15- O resultado de um exame parasitológico de fezes pode ser negativo mesmo eu tendo todos os sintomas de alguma verminose?

Nem sempre o parasito, seja protozoário ou helminto, libera cistos, ovos ou larvas. Estes parasitos têm um ciclo de reprodução, sendo que a liberação de cistos, ovos e larvas não é sistemática, sendo dependente deste ciclo e de forma intermitente.

16- Para o exame de rotina de urina, tem que ser colhida sempre a “primeira urina da manhã”?

Preferencialmente. Se isso não acontecer, a urina poderá ser colhida em qualquer horário do dia, sendo melhor colher a amostra após permanecer três horas sem urinar. O ideal é que a urina seja colhida em frasco apropriado, fornecido pelo laboratório ou adquirido em farmácia. Caso não consiga nem mesmo o mínimo de três horas, segure o máximo que puder e colete a urina. Respeite o prazo de, no máximo, uma hora para entregar a urina. Guarde em geladeira, enquanto não entregar ao laboratório.

17- Por que há orientação para desprezar o primeiro jato de urina quando vamos fazer esse exame?

O primeiro jato de urina carrega células e secreção que podem estar presentes na uretra. Quando se avalia uma possível infecção urinária, é importante que o material examinado não esteja contaminado com material da uretra. Daí a necessidade de desprezar o primeiro jato e coletar o jato médio, ou seja, uma urina que representa apenas o material que está na bexiga.

18- Urina só pode ser colhida no laboratório?

Depende do tipo de exame. Para cultura, o ideal é que a urina seja colhida no laboratório. Já a urina tipo I, que é mais comum, pode ser colhida em casa, desde que colhida em frasco apropriado, fornecido pelo laboratório ou adquirido em farmácia. A entrega da urina no laboratório deve ser feita no máximo 1 hora após a coleta e guardado em geladeira enquanto não entregar. Para drogas de abuso é obrigatória a coleta no laboratório.

19- Posso saber com quantas semanas de gestação eu estou a partir do resultado do beta-HCG?

A dosagem no sangue do beta-HCG não é um exame que se destina a determinar a idade gestacional. Para tal, o exame mais indicado é o ultra-som. Um homem pode fazer beta-HCG? Sim. Alguns tumores de testículo produzem este hormônio, que pode ser usado como marcador tumoral para acompanhamento do tratamento e prognóstico da doença.

20- Remédios interferem em exames de laboratório?

Vários medicamentos podem interferir em exames de laboratório, e, por esse motivo, o uso de medicamentos deve ser informado às recepcionistas do laboratório. A suspensão de qualquer medicamento, antes da coleta de exames, só pode ser feita pelo seu médico. O laboratório informa, no cadastro dos exames, quando algum exame obriga a suspensão de medicamentos e, quando não for possível suspender a medicação, isto será considerado na interpretação clínica do resultado.

Endereço:Rua Vinte e Oito, 964 – Centro – Barretos / SP - CEP: 14780-110
Fone: 17-3322 3622 e 17-3324 2976 | Email: labsuzuki@yahoo.com